29
dez
09

RESENHA CRÍTICA SOBRE O TEXTO “O GATO GRANDE E O SUSHI”

O texto busca mostrar o caminho seguido pela Samsung Electronics através do qual a fez passar de uma empresa que atuava num mercado local e competindo com base em preço, para uma organização de atuação mundial e que compete com base na tecnologia e, consequentemente, na qualidade.

Além de procurar evitar as deficiências das grandes corporações e aproveitar suas qualidades. No primeiro parágrafo, ele faz referência à necessidade de os presidentes das empresas terem um maior conhecimento dos processos das suas organizações. Algo realmente crucial, visto que, assim, se pode ter uma melhor compreensão da organização como um todo, principalmente na prática. O presidente, através da entrevista, buscou demonstrar o porquê de se mudar o foco da quantidade para a qualidade. Já que com o crescimento da competitividade, do aumento do poder aquisitivo da população mundial, e da necessidade de ser global para ter uma atuação sustentável, a empresa teve que passar a buscar a qualidade. Pois isso era o que o mercado buscava. Claro que não se pode dispensar as vantagens de escala de produção, mas essa escala deve atender aos padrões de qualidade exigidos no mercado. O fato de o presidente ter ordenado a incineração de vários produtos de baixas qualidade serviu, não só para demonstrar o seu comprometimento com a qualidade para os funcionários da companhia, mas também, para todo o mercado. Tendo assim, um grande valor simbólico.

Em relação ao futuro da tecnologia da informação, o CEO demonstra ter uma opinião acertada quanto a importância da tecnologia da informação para o mundo dos negócios. Uma vez que num mundo cada vez mais globalizado e de concorrência cada vez mais feroz, faz-se indispensável a informação para tomadas de decisões rápidas e acertadas. E claro está que a Samsung, sendo uma empresa de tecnologia, deve buscar cada vez mais destaque nesse mercado cada vez mais interativo. Já quanto a metáfora comparando a diferença entre um gato gordo e um grande, e a semelhança que a empresa poderia vir a ter com um deles. O CEO acertou mais uma vez em buscar fazer com que a companhia não se tornasse incapaz de atender prontamente às necessidades do mercado. Visto que com grande competição e mudanças repentinas no ambiente global, uma empresa que não consegue ser ágil a ponto de atender as demandas do mercado em que atua, torna-se obsoleta. Por outro lado, se uma organização consegue aumentar sua eficiência na comunicação e, conseqüentemente, produtiva ela pode usufruir dos benefícios a disposição das companhias de grande porte, como, por exemplo, as economias de escala e renome no mercado. Foi isso o que o presidente da organização buscou fazer com a Samsung.

Quanto a comparação entre a filosofia oriental e a filosofia existente dentro da companhia, é importante destacar que toda empresa, por ser composta por pessoas, sofre influência do meio no qual está inserida. Sendo assim, comparando-se a filosofia ocidental, de base no estilo de vida americano, e a filosofia oriental. Pode-se notar que a filosofia americana é mais voltada para o individualismo, claro que, por ser necessária a satisfação dos trabalhadores para que eles possam contribuir ao máximo com os objetivos da companhia, as empresas americanas também buscam harmonia entre seus interesses e o dos seus colaboradores. Enquanto que nas empresas orientais, o sentimento de grupo é muito mais forte devido a sua própria filosofia de vida. Não sendo tão maquiavélica quanto as ocidentais. A crença na importância do mercado chinês tanto para consumo de produtos, quanto para a oferta de mão-de-obra qualificada, também se mostra acertada, uma vez que a China dispõe da maior população do planeta e muitas dessas pessoas possuem grande qualificação profissional e uma das mais baratas do mundo, devido as leis chinesas. Por isso várias empresas globais buscam solidificar sua atuação nesse mercado. Além do fato de que o povo chinês é extremamente nacionalista, sendo assim, é de grande valia para eles consumirem produtos feitos por habitantes locais, em detrimento daqueles produzidos em outras localidades. Em relação qualidade dos produtos oferecidos pelos fornecedores, claro está que devem ser de alta qualidade. E que para isso deve-se buscar estreitar as relações com os fornecedores para que se possa orientá-los para que atendam as necessidades da empresa. E, também, poder fiscalizá-los mais de perto. A importância que a Samsung dá a P&D é mais do que acertada, visto que, se o ambiente de atuação da companhia muda constantemente e de forma cada vez mais rápida, essa empresa também deve acompanhar o ambiente. E isso só é possível investindo-se no desenvolvimento das pessoas para que elas possam desenvolver novas tecnologias. E a empresa possa colocá-la no mercado, atendendo assim a demanda do mercado.

Todavia, em relação ao fato de o CEO acreditar que é importante olhar para os clientes em vez de observar a concorrência, pode ser visto como um grande equivoco. Claro que a compreensão dos clientes é essencial para toda e qualquer empresa, porém, não se pode ignorar os concorrentes. Pois, para se oferecer produtos ou serviços melhores do que os da concorrência, deve-se saber quais seus pontos fortes e fracos. Tendo assim, suporte para atacar os pontos fracos dos concorrentes, e neutralizar os pontos fortes.


0 Responses to “RESENHA CRÍTICA SOBRE O TEXTO “O GATO GRANDE E O SUSHI””



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: