31
dez
09

Existe mesmo democracia?

Durante séculos a humanidade viveu à sombra de um sistema que dizem ser monarquia. Porém, os reis dependiam dos seus vassalos para manter a ordem, e, com isso, o poder. Revoluções e guerras de classes ocorreram. A mais famosa delas, a francesa, foi duradoura e derramou muito sangue. Todavia, os líderes que reivindicavam maior poder para sua classe, uniram-se a elite para dominar.
Tempos depois, houve a revolução russa, na qual, os líderes diziam querer distribuir a riqueza. Nela, também, muito sangue foi derramado. E, no final, houve uma concentração de renda maior que a existente antes do regime socialista. Prova disso é que atualmente Moscou é a cidade que possui o maior número de bilionários do planeta. Pessoas essas favorecidas pelo governo.
Houve, também, ditaduras militares, no Brasil, por exemplo, apoiada em grande parte pelos E.U.A. para garantir que o regime socialista não se instalasse em solo brasileiro. A filosofia, que estimulava as pessoas a terem uma análise crítica, foi abolida das grades curriculares. E, mais uma vez, houve grandes conflitos. O povo reivindicava poder. A tão sonhada democracia. Sistema de governo que, na teoria, oferece supremacia às maiorias.
Passados 23 anos do fim da ditadura militar o povo conseguiu alguma vez colocar quem, de fato, queria no poder? Será que pessoas que não têm acesso à educação de qualidade, saúde, segurança, e, alienadas desde a infância através de uma mídia extremamente poderosa, possuem condições de escolher seus governantes?
No passado, quem tinha conhecimento das leis das religiosas, principalmente a católica, o usavam para defender a sua posição privilegiada. Hoje em dia, o que impera é o direito constitucional. Mas, será que uma constituição que prega que todas as pessoas têm direito a vida, saúde e educação proporcionada pelo Estado, porém, que na prática, quase nada disso oferece é suficiente para proporcionar a tão almejada democracia?
Leis feitas por pessoas que dependem do financiamento das elites para as suas campanhas garantirão mesmo os direitos de todos? Para que haja uma melhor distribuição de renda essas pessoas teriam que abrir mão do poder. Numa sociedade em que a grande maioria das pessoas dá valor aos seus semelhantes pelo que possuem e não pelo que são, haverá realmente condições de fazer com que a elite abra mão do tão grande poder que possui?
Se for observada a história, ela mostrará que algumas coisas mudaram. Todavia, a essência permanece a mesma. Luta de classes não farão com que as coisas melhorem. Revoluções sociais não trarão a tão sonhada diminuição da desigualdade social, por um simples motivo, é bem mais fácil lutar contra outras classes e imaginar que o inimigo está lá fora. No entanto, e infelizmente, ele não está. Ele está dentro de cada indivíduo. E são os valores que a maioria das pessoas insiste em defender e transmitir, é esse o inimigo que deve ser combatido. Mas, como irão combater algo que não aceitam como sendo maléfico?
Ao longo da história os indivíduos sempre se dividiram em grupos sociais, raciais, religiosos e políticos. E, travaram inúmeras batalhas. Mas, inúmeras pessoas sempre evitaram promover a maior de todas as revoluções. A única capaz de mudar, para melhor, o planeta. Será que um dia todos irão se unir para promover a revolução humana?


0 Responses to “Existe mesmo democracia?”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: