18
dez
10

O poder da estratégia

A palavra estratégia é derivada da palavra grega estrategos, cujo significado é general. Isso porque, estratégia foi o nome usado para definir tudo o que o general grego fazia para vencer uma batalha. Nas empresas isso não é diferente. Da mesma forma que o general grego observava o campo em que ocorreria a batalha, os líderes de empresas observam o ambiente a sua volta e imaginam como será o cenário em que se dará a competição no futuro.

O que foi citado acima ocorre devido à necessidade de se planejar, de forma eficiente e eficaz, as ações necessárias para se conseguir atingir determinados objetivos. O mercado está repleto de organizações que competem entre si. Mas, tão numeroso quanto a quantidade de empresas no mercado, ou mais, é o número de necessidades diferentes dos consumidores. A quantidade e intensidade de benefícios que cada cliente busca não são as mesmas que os outros buscam. Sendo assim, há duas formas básicas de se conseguir melhores lucros. A primeira é vendendo produtos e serviços que atendam as necessidades básicas de um grande número de pessoas, o que exige produtos padronizados para que, assim, a empresa tenha seus custos reduzidos. Ou, oferecer aos clientes produtos e serviços mais diferenciados, que atendam um número maior de necessidades do mercado no segmento em que a empresa decidiu atuar e, assim, cobrar um preço mais alto, pois, é a única, ou uma das poucas que oferece tais produtos.

Mas, para se cobrar um valor maior que o das concorrentes, se tem que estar atento a dois fatores: se o consumidor tem condições de comprar e se está disposto a pagar um valor mais alto pelos benefícios adicionados ao produto. Dessa forma, o empresário deve buscar saber se há crescimento no mercado no qual deseja atuar. Assim, o número de pessoas com renda, idade, sexo, estilos de vida, e localização geográfica, dentre outros fatores, devem ser variáveis observadas pelo empreendedor.

Além do que foi supracitado, se deve considerar o grau de maturidade do mercado. Se ele já estiver crescido de forma que há pouca chance de se oferecer produtos ou serviços diferenciados, provavelmente o lucro será menor, pois, basicamente, a competição se dará através do preço. Dessa forma, muitas empresas não definem mais seu mercado de forma simples, como, por exemplo, a Apple, ela não vende apenas computadores. Vende designer, funcionalidade e inovação. Foi essa capacidade que a permitiu competir no mercado de música digital, onde obteve grandes retornos sobre os investimentos realizados.

Em tempos passados, havia poucas empresas e muitas pessoas, o que fazia com que, praticamente, tudo o que fosse produzido fosse consumido. Entretanto, houve aumento considerável na quantidade de empresas disputando mercado, o que exige dessas organizações melhores condições para oferecer ao mercado aquilo que ele deseja. Em tempos em que há grande volume de dinheiro no mercado, a demanda ainda é maior que a oferta, o que faz com que mesmo empresas ineficientes se saiam bem. Mas, em tempos de crise, apenas as mais eficientes no que se prestam a oferecer é que permanecem colhendo os bons frutos do seu trabalho. Eis o poder da estratégia bem planejada e implementada.


0 Responses to “O poder da estratégia”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: